Carta de Vitória

carta-de-vitoria

No encerramento da 40ª Reditec, nessa segunda-feira, 26, foi lida a Carta de Vitória, com os compromissos e discussões dos gestores da Rede Federal durante os quatro dias de evento. Foi um momento ímpar em que trocamos experiências positivas, dificuldades e expectativas sobre a educação pública e tecnológica. Na Carta de Vitória (leia abaixo) todos os dirigentes comprometeram-se com a luta pela qualidade da educação e se posicionam sobre a atual situação política do Brasil.

Leia aqui a íntegra da Carta de Vitória

Carta de Vitória: em defesa da educação pública e dos Institutos Federais

A Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, integrada por instituições multicampi e pluricurriculares situadas em todas s regiões brasileiras, é composta por mais de 650 unidades, em 568 municípios, que executam amplo espectro de políticas públicas educacionais, focadas no mundo do trabalho e na perspectiva humanística, cuja concepção prioriza a inclusão social e a formação integrada de mais de um milhão de jovens e adultos, em toda diversidade, em especial, os menos favorecidos.

Nós, reitores, pró-reitores e diretores gerais, durante a 40ª Reunião dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica – Reditec, realizada em Vitória-ES, no período de 23 a 27 de setembro de 2016, preocupados com a sua solidez, nos posicionamos ante os últimos fatos inerentes ao cenário educacional brasileiro, em especial a educação pública e gratuita, os quais, adiante assinalados, enfraquecem os fundamentos dessa rede.

1. Edição da MP 746. Reformula o ensino médio brasileiro.

Tal medida requer amplo debate envolvendo a sociedade. O uso de medida provisória fere o princípio de construção coletiva e o protagonismo da sociedade na formulação das políticas de interesse coletivo.

Ademais, a MP marginaliza disciplinas de base humanística, retrocede a formação integral de nossos jovens e adultos e ainda precariza o ensino, ao permitir o reconhecimento do “notório saber” para o exercício da docência.

2. PEC 241. Fixa limites de investimentos.

Restringir investimentos na manutenção e expansão da rede, desvincular percentuais constitucionais obrigatórios e abolir a destinação do percentual de 10% do PIB são ações que ferem a garantia do direito à educação pública e gratuita.

Há nítida contradição entre a MP 746 e a PEC 241, uma vez que a oferta de educação em tempo integral indicada na MP requer investimentos e não cortes. Além disso, entra na contramão, também, da formação humana integral ao romper a intrínseca relação entre a formação geral e a profissional, as quais estão na base da Educação Profissional, Técnica, Científica e Tecnológica da Rede Federal.

3. PL 257. Cortes de direitos trabalhistas.

Subtrair direitos dos trabalhadores representa um descompasso com a prioridade que requer a educação de qualidade aos brasileiros.

4. Quadro Orçamentário e Financeiro de 2016.

O funcionamento da rede está prejudicado, no ano em curso, em face dos cortes e da não liberação de limites orçamentários, impondo um quadro de insegurança institucional.

5. LOA 2017.

A LOA não garante a fixação da matriz atual acrescida da incidência do IPCA, para assegurar o funcionamento da rede, como propõe o Conif.

Ainda que tenhamos ciência da necessidade de melhorias no sistema educacional brasileiro, estas somente podem ser efetivadas com a ativa participação de toda a sociedade brasileira, em um diálogo contínuo e responsável com todas as instâncias de representação legítima do campo educacional. Além disso, reafirmamos os direitos trabalhistas e a necessidade de se garantir o financiamento da educação, na perspectiva da qualidade socialmente referenciada.

Nesse contexto, reafirmamos nosso posicionamento em defesa da educação como bem público e um direito de todo cidadão brasileiro, e entendemos também que a Rede precisa ser vista como política de Estado, transcendendo a quaisquer governos.

A sociedade brasileira precisa se colocar contra essas medidas que representam um retrocesso ao desenvolvimento humano sustentável no nosso país, pois, como falou Paulo Freire, “Educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas. Pessoas transformam o mundo.”

Vitória, 26 de setembro de 2016.

40ª Reunião dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica – Reditec

Gestores na Reditec e WFCP 2016

reditec

Estamos participando desde o dia 22 até o dia 27, da 40ª Reunião dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec) e do Congresso Mundial dos Colleges e Politécnicos (WFCP), em Vitória (ES). Estes eventos contribuem para a visão dos gestores sobre as ações desenvolvidas tanto pelo Conif, Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação (MEC), organizadores desses eventos voltados aos institutos federais, centros federais de educação tecnológica, escolas técnicas vinculadas a universidade e do Colégio Pedro II. É importante nossa participação, pois paralelo à Reditec, está sendo realizado o WFCP, evento internacional que reúne reitores, diretores e presidentes de instituições de ensino de educação profissional de todo o mundo; a reunião do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif); e o Fórum de Pró-reitores. Participei, no dia 24, da palestra de um dos maiores sociólogos da atualidade, o italiano Domenico De Masi, que falou sobre o futuro da humanidade, após fazer uma retrospectiva sobre as grandes revoluções que mudaram a economia, o trabalho e o desenvolvimento humano, na conferência “Perspectivas para a sociedade do século XXI”.

reditectres

Reditec

slider_wfcp

Estaremos, eu e a equipe de gestores do IFAC, participando da 40ª Reunião dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec), que será realizada em Vitória/ES, entre os dias 22 e 27 de setembro. Este ano o tema é “O papel da Educação Profissional no Século 21”.

Para acompanhar a programação completa do evento clique aqui

Assinatura do Termo de Cooperação Piscicultura

pisciculturaum

Dois momentos importantes para o IFAC: o primeiro, o pedido do governador Tião Viana para que o IFAC coordenasse as pesquisas na área da Piscicultura no Estado, e o segundo, a participação de docentes na criação de uma nova ração para o pirarucu. Na quarta-feira, 21, a concretização do convite, com a assinatura do Termo de Cooperação com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento da Indústria, do Comércio e de Produtos Sustentáveis (Sedens). O convênio prevê a participação de docentes e alunos do IFAC, em uma das áreas que vem recebendo investimentos do Governo, além de propiciar o estágio de alunos do curso de Aquicultura no Complexo de Piscicultura Peixes da Amazônia. Durante a solenidade de assinatura, destaquei que este é um momento histórico para o instituto, pois vamos coordenar uma das áreas que o Estado está investindo para o seu desenvolvimento o que vem ao encontro da nossa missão como instituição pública que é trabalhar para a sociedade realizando pesquisas aplicadas às demandas locais, com a participação dos nossos professores e alunos. Quero, de público, agradecer ao governador Tião Viana e ao secretário da Sedens, Sibá Machado por mais este voto de confiança na nossa gestão.

pisciculturaquatro

Agradecimento ao cônsul do Peru

visitaconsulum

Estivemos reunidos com o cônsul do Peru no Acre, Félix Gérman Vásquez Solis, na manhã da quarta-feira, 21, para agradecer o apoio a nossa delegação que visitou instituições superiores no mês de agosto. Na ocasião informamos que nossa primeira atividade com a participação de gestores e alunos das instituições de ensino superior visitadas no Peru, será no Congresso de Ciência e Tecnologia do IFAC (CONC&T) que acontecerá de 07 a 09 de novembro de 2016, no Campus Rio Branco. Estamos muito contentes com os resultados das visitas, que foram produtivas e que trarão benefícios com o intercâmbio entre docentes e alunos, além de atividades conjuntas com as instituições onde fomos recebidos. Agradeço o apoio do consulado do Peru no Acre, ao cônsul Félix Gérman e sua equipe.

visitaconsuldois

Aluno do IFAC no Parlamento Jovem

jovemparlaamentartres

Recebi na terça-feira, 20, o aluno Renato Freitas de Menezes, do terceiro ano do curso Técnico em Informática (integrado ao médio), primeiro aluno do Instituto Federal do Acre (IFAC) selecionado para representar o Acre no Programa Jovem Parlamentar Brasileiro, realizado pela Câmara dos Deputados. O secretário de Educação, Marco Brandão e a equipe da SEE que coordena o projeto no Estado esteve acompanhando o aluno, que estará em Brasília na semana de 26 a 30 de setembro, além de gestores, e a profa. Cláudia Ferreira, responsável pelo projeto no IFAC. Parabéns ao Renato pela conquista.

jovemparlamentadois

Semana de Aquicultura e de Agroecologia

abertura_semana_aquicultura_agroecologia_cbs-14

Participei da abertura da 1ª Semana de Aquicultura e Agroecologia do Campus Baixada do Sol na segunda-feira, 19. No mesmo dia conversei com aluno dos dois cursos sobre as atividades do Centro Vocacional de Referência em Agroecologia (CVT Agroecologia) do qual sou coordenadora e que vem contribuindo com projetos, livros e pesquisas para tornar a Agroecologia difundido em todo o Estado. No mesmo evento lancei a versão digital do livro “Agroecologia no Acre”. A semana foi organizada pelos docentes do eixo de Recursos Naturais, tendo como coordenadora a profa. Joana de Oliveira Dias, parceira do CVT Agroecologia, e contou com extensa programação com palestras, oficinas, roda de conversa, dia de campo e exibição de curtas-metragens sobre a temática.

palestrasquatro

palestrasseis

palestrasdois

Visita do reitor da UFAC ao estande do IFAC

lancamento-de-livros-6

Acompanhei o reitor da UFAC, prof. Minoru Kinpara, e a vice-reitora Guida Aquino, em visita ao estande do IFAC na Mostra Viver Ciência, na quarta-feira, 14. O pró-reitor de Extensão, prof. Fábio Storch, responsável pela coordenação do estande, acompanhou as apresentações feitas por alunos do IFAC, da UFAC e do Instituto de Matemática, Ciência e Filosofia (IMCF), nos experimentos sobre Robótica, Eletrostática e Modelo Astronômico. Estas parcerias fortalecem as relações institucionais e mostra o quanto é importante o desenvolvimento de projetos em conjunto. A Mostra Viver Ciência é uma experiência fantástica para alunos e docentes envolvidos e é uma excelente vitrine para o IFAC mostrar o que vem realizando, a exemplo do Planetário Móvel que vem recebendo um grande número de visitantes. Quero agradecer o apoio de todos os setores do IFAC envolvidos na nossa participação na mostra e o empenho dos servidores.

visita-ao-estande-viver-ciencia-1

visita-ao-estande-viver-ciencia-3

visita-ao-estande-viver-ciencia-7

visita-ao-estande-viver-ciencia-8

Veja mais fotos clicando aqui

Lançamentos de livros de servidores

lancamento-de-livros-1

Na quarta-feira, 14, estive no lançamento dos livros “Sob o Pôr do Sol”, de autoria da profa. Iliane Tecchio, e
 o segundo “Os Institutos Federais de Educação na Amazônia”, dos professores Cleilton Sampaio de Farias e César Gomes de Freitas, todos servidores do IFAC. Este é um momento de rara felicidade, pois com a criação da Editora do IFAC, conseguimos realizar um sonho que acalento desde que assumi como reitora, pois sei, como pesquisadora, as dificuldades enfrentadas para publicar resultados de pesquisas, por exemplo. Agora, com a Editora do IFAC, estamos incentivando e valorizando a produção científica e, ontem, com a emoção da profa. Iliane Tecchio, percebi o quão importante é apoiar estas iniciativas. Quero parabenizar aos servidores que lançaram seus livros, um pela Editora do IFAC e o outro com o apoio financeiro da PROEX, por acreditarem que nossos sonhos são maiores do que possamos imaginar. Como disse o prof. Fábio Storch, Pró-reitor de Extensão, ao lembrar o compromisso dessa gestão em transformar a Extensão em Pró-reitoria e criar a Editora IFAC: agora temos uma política de gestão, sabemos onde queremos chegar.

lancamento-de-livros-2

lancamento-de-livros-3

lancamento-de-livros-4

lancamento-de-livros-5

Acesse as fotos aqui

Abertura do Viver Ciência e Semana de Ciência e Tecnologia

abertura-viver-ciencia-12

Participei da abertura da 13ª Semana de Ciência e Tecnologia e do Viver Ciência, nessa terça-feira, 13, em que estiveram presentes a governadora em exercício, Nazareth Araújo, o secretário de Estado de Educação, prof. Marco Brandão, e a secretária de Ciência e Tecnologia, Renata Sousa, além de parceiros na realização desses eventos. Estamos felizes com a participação do IFAC com um estande e com o nosso Planetário Móvel, uma novidade no evento. A PROEX está à frente da organização com o apoio da PROAD, PROEN e PROINP, além da DSCOM e da Editora do IFAC, o que mostra o compromisso em realizar uma excelente participação nos dois eventos. Quero agradecer ao Governo do Estado, através da SEE e da SECT, parceiros que têm trabalhado em outros projetos com o IFAC. O Viver Ciência e a Semana de Ciência e Tecnologia são eventos importantes e que dão visibilidade ao que estamos produzindo em termos de inovação, ciência e tecnologia, com a participação de alunos e docentes. Obrigado a todos que se envolveram e esperamos todos no nosso estande.

abertura-viver-ciencia-19

abertura-viver-ciencia-8

abertura-viver-ciencia-10

abertura-viver-ciencia-7